segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

O Globo: Grampo em Sarney apressa controle da Abin

A divulgação de trechos de conversas entre o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e seu filho Fernando Sarney, gravadas pela Polícia Federal com autorização judicial, deverá apressar a aprovação de um projeto de lei que cria o controle externo da Agência Brasileira de Inteligência (Abin).

O senador Demóstenes Torres (DEM-GO) disse ontem que uma de suas prioridades ao assumir a presidência da Comissão de Constituição e Justiça será a de discutir o projeto com os presidentes do Senado e da Câmara, com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, e com o ministro da Justiça, Tarso Genro. Uma das conversas entre Sarney e o filho, publicada pelo jornal "O Estado de S. Paulo", indica que o senador teria recebido informações da Abin sobre um processo sigiloso que envolvia empresas de seu filho.

Outra, divulgada ontem pela "Folha de S.Paulo", indica que Sarney e o filho teriam usado o grupo de comunicação da família - que inclui a TV Mirante e o jornal "O Estado do Maranhão" - na divulgação de denúncias contra o atual governador do Maranhão, Jackson Lago, na última eleição. - Sem entrar no mérito do conteúdo das gravações, só a sua divulgação desperta a sensação de novos desvios de conduta da Abin.

Está claro que há um descontrole total entre a necessidade de o governo ter uma atividade de inteligência estruturada e seus frequentes desvios. Por isso, redigi um anteprojeto para criar o controle externo da Abin - disse Demóstenes.

Sarney preferiu não comentar a divulgação de suas conversas telefônicas com o filho.

2 comentários:

chico doca disse...

SARNEY PENSOU QUE PRESIDIR O SENADO NOS TEMPOS ATUAIS SERIA IGUAL AS VEZES ANTERIORES. SE ENGANOU REDONDAMENTE, POIS A BATATA DO VELHO CORONEL DE CURUPU TÁ É ASSANDO.
TE SEGURA ZÉ DE BIGODE!!!!

Ricardo Santos disse...
Este comentário foi removido pelo autor.