domingo, 31 de janeiro de 2010

Giro rápido

Jornal não aceita golpe de Sarney


O Estado de S. Paulo, sob censura desde 31 de julho de 2009, não aceitou a desistência do empresário Fernando Sarney da ação que ele move contra o jornal. Em manifestação entregue ontem ao desembargador Nívio Geraldo Gonçalves, presidente do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJ-DF), o advogado Manuel Alceu Affonso Ferreira, que defende o Estado, assevera que o jornal prefere que a demanda vá até o fim, chegando ao julgamento de mérito.


Jornal não aceita golpe de Sarney II

“O que o jornal quer é ver esse processo extinto por julgamento de fundo, mediante resolução de mérito”, observa o advogado. “É isso o que persegue, não lhe satisfazendo a ilusória e farisaica benesse de uma desistência? Esta poderá agradar ao autor, que nela por certo vislumbrou cômoda escapatória aos embaraços a si próprio causados pela censura que requereu, e momentaneamente conquistou.”


Jornal não aceita golpe de Sarney III


O empresário, filho do presidente do Senado, José Sarney, é autor de recurso ao TJ-DF que culminou com o decreto de censura prévia baixado pelo desembargador Dácio Vieira, proibindo o jornal de publicar reportagens acerca da Operação Boi Barrica, da Polícia Federal, que envolve Fernando Sarney. Em dezembro, por meio de carta à Associação Nacional de Jornais (ANJ), ele anunciou sua iniciativa de abrir mão da ação, formalizada em petição ao TJ-DF.


Enrustindo a verdade I


Bastou este blog confirmar que a ex-primeira dama do Maranhão, Alexandra Tavares, concorrerá mesmo a uma cadeira no legislativo estadual ou federal, para mexer com as estruturas de alguns “auxiliares” da oligarquia Sarney.

Um dos blogueiros da Mirante, conhecido no meio político e jornalístico por sofrer de um sentimento que mistura ódio e inveja da ex-primeira dama perdeu as estribeiras e numa verdadeira diarréia verbal, partiu para ataques pessoais contra os estudantes de jornalismo, que ainda não estão formados. Eu assim, como outros, apenas cumprimos nossa missão de informar a verdade dos fatos.

O ódio que o subalterno dos Sarney, nutre pela “Grande”, seria pelo fato da mesma ter sido uma das principais responsáveis pela derrota de sua idolatrada patroa em 2006, e quanto a inveja , bem, dizem as más línguas ser um sentimento “enrustido”, mas , sobre o qual somente o bloguero pode falar.


Enrustindo a verdade II


Chega a ser ridícula a tentativa de intriga que tenta fazer o blogueiro entre Alexandra e o presidente da Assembléia Legislativa Marcelo Tavares, sobrinho do ex-governador José Reinaldo, ex-marido de Alexandra.

Marcelo não tem nenhum motivo para se chatear com a candidatura da ex-primeira dama, pelo contrário, a presença de Alexandra não poderia ser melhor para o partido que dessa forma fortalece ainda mais seus quadros visando as eleições de outubro, uma vez que o trabalho realizado por ela junto a determinados segmentos da sociedade quando era titular da secretaria de solidariedade humana lhe dá credenciais suficientes para galgar êxito nessa nova empreitada.


Blogueiro ofende estudantes de jornalismo

Não bastasse o chefe maior do Sistema Mirante, Fernando Sarney, impor a mordaça num jornal de São Paulo, o blogueiro Décio Sá, chama seus colegas da Mirante de calça curtas.

No afã de atingir alguns jornalistas do JP, que disputam o mercado com outros mais experientes, o blogueiro Décio Sá confirma toda sua altivez contra os “iniciantes” da imprensa, sem o menor respeito pela profissão, na tentativa de diminuir os colegas que não estão no mesmo grupo político, menosprezando assim, inclusive os da Mirante, que ainda não têm um diploma de Jornalismo.


“Jornalista calça curta”, na versão Décio Sá


É um profissional que não possui um diploma, ou está estudando e ainda não se formou.

Pasmem, pois é dessa forma que o profissional diplomado, está medindo a capacidade dos jornalistas: Pela bainha duma calça…

Espero que os calças-curtas da Mirante(lá está repleto desses), inclusive, posso citar alguns que estudam comigo, e são excelentes profissionais: Junior Albuquerque, Waldélia Reis, e Naiara Hlebczuk, além de outros, que devem estar chateados com a tamanha falta de respeito do blogueiro diplomado e de calça comprida.

Um comentário:

Mano disse...

Fez bem o jornal O Estado de São Paulo aguardar o fim do processo. Essa pantomima armada pelo indiciado quadrilheiro, não passa de uma manobra para satisfazer apenas o seu ego hiperinflado.

Quanto a esse pseudojornalista chamado Décio Sá, não é nada mais nada menos do que um bajulador, um puxa-saco de plantão da família oligárquica. Aliás ele deveria era explicar porque recebe sem comparecer ao trabalho no tribunal.