segunda-feira, 19 de outubro de 2009

José Reinaldo diz que Roseana acabou com todos os programas sociais do governo do Estado

“O governo ilegítimo de Roseana acabou com todos os programas sociais que existiam no Estado. Todos os programas sociais que eu e iniciei como, por exemplo, o Saúde na Escola e Água em Minha Casa, que o Jackson continuou, e foram extintos pelo governo de Roseana, afirmou o ex-governador e pré-candidato ao Senado, José Reinaldo Tavares, nos encontros regionais do Partido Socialista Brasileiro (PSB), realizados sábado (17), em Santa Inês, e domingo (18), em Viana.

José Reinaldo disse que a governadora Roseana está tirando os recursos do SUS de vários municípios por pura perseguição política, como é o caso de Porto Franco que perdeu 62% dos recursos da saúde.


“A única forma de o Maranhão voltar a crescer como aconteceu no meu governo, que elevou o IDH de 0,636 para 0,723, é derrotarmos essa oligarquia novamente nas urnas como fizemos em 2006. Para isso, mais uma vez, o PSB vai ser decisivo. Nós podemos e vamos ganhar as eleições para o governo do Estado e quebrar o monopólio do poder de Sarney no Senado, elegendo os senadores do Maranhão”, declarou.


Os encontros regionais do PSB de Santa Inês e Viana contaram com um grande número de lideranças socialistas de dezenas de municípios das regiões do Pindaré e da Baixada. A candidatura ao senado do ex-governador José Reinaldo foi defendida por todos.


Os deputados estaduais Domingos Paz (PSB), Marcelo Tavares (PSB), presidente da Assembleia Legislativa, o deputado federal Ribamar Alves (PSB) e o ex-deputado federal e presidente estadual do PSB, José Antonio Almeida, debateram a conjuntura nacional, estadual e as políticas públicas defendidas pelos socialistas.


Outro ponto de destaque nos debates foi a organização e o fortalecimento dos segmentos sociais do partido como juventude, mulheres e movimento negro e sindical. “O PSB precisa estar organizado e se fortalecer cada vez mais para enfrentar e derrotar a oligarquia Sarney nas eleições de 2010, fazendo as alianças necessárias, e colocar o Maranhão de novo no caminho do desenvolvimento com justiça social”, disse o presidente do PSB estadual José Antonio Almeida.

Segundo Marcelo Tavares, o governo Roseana ainda não disse ao que veio. “Não se vê uma obra desse governo em todo o Estado. Esse governo só tem dinheiro para os grandes empreiteiros.


É um governo só para os ricos”. Como dizia Cafeteira, lembrou Marcelo, o governo da Roseana começa e termina quando se liga a televisão. “Esse é um governo que, além de ilegítimo, só existe na propaganda de grandes empreendimentos que eles dizem que estão trazendo para o Maranhão, mas que é uma grande enganação”, esclareceu.

O deputado Ribamar Alves (PSB) defendeu o nome do deputado Flávio Dino como o candidato que o PSB deve apoiar para o governo do Estado. “As pesquisas mostram que o povo do Maranhão quer renovação, e o Flávio Dino expressa muito bem esse sentimento do povo maranhense.
Estamos apenas iniciando o debate, mas é o nome do Flávio Dino que vou defender na convenção do partido que decidirá a nossa candidatura ao governo do Estado. E o nosso senador será José Reinaldo, para quebrar o poder do Sarney no Senado”, explicou.

De acordo com Ribamar Alves, a candidatura do deputado Ciro Gomes (PSB) à presidência da República está praticamente definida. “O Ciro está crescendo cada dia mais, em Brasília tem 25% da preferência contra 15% da Dilma (PT,) e em Santa Catarina também já lidera as pesquisas.
O PSB terá um forte candidato à presidência da República. Vamos trazer o Ciro ainda este ano ao Maranhão. O Ciro tem todas as qualificações para ser o candidato do Lula e só com ele o Lula pode fazer seu sucessor”, declarou.


O deputado Domingos Paz (PSB) conclamou os socialistas a ampliar a luta e a organização do povo para enfrentar e derrotar a oligarquia Sarney nas eleições de 2010. “Precisamos combater com força a política “convencional” que só leva ao atraso e praticar uma política diferente, onde o povo seja respeitado na sua dignidade e que leve o Maranhão de volta ao desenvolvimento.
O PSB, pela sua força, história e tradição de partido de esquerda, vai ajudar a ganhar a eleição e a governar o Maranhão”, afirmou.

José Antonio Almeida disse que o PSB vai lutar na justiça pelos mandatos dos três deputados que deixaram o partido. Ele acrescentou que o direito de sair é legítimo, mas que o mandato, a Justiça Eleitoral já declarou, pertence ao partido e que o PSB vai reconquistá-los. Os suplentes que devem assumir são a Dra. Luana, de Santa Inês, Ribamar Câmara, de São José de Ribamar e Francisco Gomes, de Chapadinha.

Os encontros regionais iniciados pelo PSB terão prosseguimento no próximo final de semana. No sábado (24) é a vez de Timon. Com esses encontros os socialistas querem engajar todo o partido no debate sobre o projeto político e eleitoral do partido para as eleições de 2010.

2 comentários:

Anunciação disse...

Zé Reinaldo pra senador,talvez sim;Flavio Dino pra governador,não;não confio nele.

Mano disse...

Realmente, Flávio Dino é um enigma, pois não se posiciona claramente contra a quadrilha dos Sarneys.
Quanto ao José Reinaldo, o que posso dizer é que não só os programas sociais acabaram, se duvidar eles acabam com o Maranhão inteiro pra saciar a gula deles por dinheiro.