sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Deu no Claudio Humberto hoje:

Doleiro envolve filho de Sarney: A Polícia Federal investiga a ligação do empresário Fernando Sarney com doleiros e remessas ilegais de dinheiro para o exterior.

Há cerca de um ano, a polícia flagrou uma conversa do filho do senador José Sarney com um doleiro sob investigação e o monitora desde então.


Grande movimentação de dinheiro vivo nas empresas do clã Sarney também chamaram a atenção do Coaf, órgão do Ministério da Fazenda que investiga lavagem de dinheiro.

Os dois inquéritos contra Fernando Sarney, já com impressionantes treze volumes, reforçam a imagem "republicana" da Polícia Federal.
A notícia de que o filho Fernando estava sob investigação da PF deixou o senador José Sarney muito abatido. Até ganhou um torcicolo.

4 comentários:

José disse...

Enfim, a máscara sarneista tá caindo. O rei está nú! Quando se diz que Sarna faz parte do sindicato mafioso de ex-presidentes, não é sem razão. Vamos aguardar para ver no que vai dar essa encrenca toda que se pode resumir em poucas palavras: Fernando tem relações íntimas com doleiros, bicheiros e outros tantos mafiosos. Deles recebeu dinheiro para financiar a campanha da irmã Roseana, com plena conivência do chefe do clã. Só que o tiro saiu pela culatra.
Sarney está desmoronando a cada dia que passa. Derrotado e desmoralizado. É mole?

Giovanny disse...

Sarney ganhou um torcicolo ou bico-de-papagaio? Pior para o filho Fernando que fez cair a máscara da família. Eles sempre estiveram unidinhos com doleiros e são peritos em remessa ilegal de dinheiro para o exterior. Agora me diz se Sarney não é um dos homens mais influentes do Brasil? Pois é! Um blogueiro miranteano publicou que Sarney está entre os cem mais influentes. Está na mesma relação de Maluf, Collor, Jáder Barbalho e Fernandinho Beira-Mar. kkkkkkkkkkk

Rafael disse...

Esse Fernando Sarney não nega a sua origem. Tal pai, tal filho. O cara tem um jeitão mafioso, escarnecedor do povo, zombeteiro, tudo isso que o pai e mana dele têm.

Paulo Roberto Botelho disse...

'CHEFÃO' DA MIRANTE ACUADO - Habeas corpus preventivo salva Fernando da prisão


Na iminência de ter sua prisão pedida pelo Ministério Público Federal (MPF), o empresário Fernando José Macieira Sarney – filho do senador José Sarney e todo-poderoso chefão do Sistema Mirante – conseguiu do Superior Tribunal de Justiça (STJ), em Brasília, um habeas corpus preventivo. A medida o livra, por enquanto de ser preso. Inconformado com a decisão, o MPF chegou a encaminhar ao STJ um pedido de reconsideração do deferimento, mas a solicitação foi negada no último dia 9 pelo ministro presidente do tribunal, Raphael de Barros Monteiro Filho. O habeas corpus Nº 97.622 - MA (2007/0308579-6), impetrado pelo advogado Eduardo Antônio Lucho Ferrão e outros, portanto, continua valendo.

Fernando Sarney é investigado pela Polícia Federal (PF) e pelo Ministério Público Federal por suspeita de financiamento ilegal da fracassada campanha de sua irmã Roseana Sarney Murad (PMDB-MA) ao governo do Maranhão em 2006. Paralelamente, a PF apura a ligação de Fernando com doleiros e remessas ilegais de dinheiro para o exterior. Há cerca de um ano, a polícia flagrou uma conversa do filho do senador José Sarney com um doleiro sob investigação e o monitora desde então. Grande movimentação de dinheiro vivo nas empresas do clã Sarney também chamaram a atenção do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), órgão do Ministério da Fazenda que investiga lavagem de dinheiro. Os dois inquéritos contra Fernando Sarney já perfazem treze volumes.
PELO QUE SE VÊ, POR ENQUANTO O CHEFÃO DA MIRANTE NÃO VAI SER PRESO.
POR ENQUANTO!