terça-feira, 29 de setembro de 2009

Partidos se unem para derrotar Roseana (Sarney)

Hoje pela manhã na Assembléia Legislativa, aconteceu o evento mais esperado, a aliança do PC do B e PSB. Flávio Dino e Zé Reinaldo estavam sendo esperados desde cedo, a demora se deu por que ambos estavam na cidade de Santa Luzia do Tide, num evento político.

Na chegada, Zé Reinaldo surpreendeu a todos, quando falou que teve uma premunição, que naquele lugar de muitos políticos e de muitas forças estava o futuro governador do Estado.

Também falou o porquê do apoio ao deputado Flávio Dino, do momento político que estamos vivendo, das forças e fraquezas da oposição, das pesquisas que são favoráveis, inclusive afirmando que nas eleições passadas, Roseana Sarney começou com 70%, e que agora, começou com apenas 43%, e a tendência é cair mais.

É pelas urnas que virá a mudança, nada de tribunais.

“Não iremos fazer justiça, na justiça, e sim nas urnas”, garantiu confiante.
Os inimigos do Maranhão são iguais, Sarney é Roseana e Roseana é Sarney, apesar dela querer esconder isso.

Sarney foi para a presidência do Senado, para que Roseana retornasse para o governo do Maranhão. Os índices de crescimentos mudaram quando mudou a forma de governo, o Maranhão mudou quando Sarney deixou o governo do Maranhão, as pesquisas do PNAD (pesquisa nacional em domicilio) mostram bem isso.

Sobre Flávio Dino, Zé Reinaldo falou que ele é um excelente parlamentar, reconhecido no país, tem transito nos poderes, amigo do presidente Lula, ainda não está muito conhecido, mas por onde passa, o povo o aplaúde. Está satisfeito com a aliança.

Flávio Dino saudou os aliados, falou que aquela era uma festa do seu partido, mas que é mais importante são os aliados, que mesmo não acompanhando a proposta do partido, se aliam em torno de um objetivo. A marca do PC do B é que sempre faz aliança para valer, para vencer e governar.

Coragem individual para vencer

Flávio falou que para que hajam mudanças, é preciso fazer uma leitura crítica, ter coragem e gente para fazer acontecer outras realidades, não apenas mudar por mudar, nós sabemos o que queremos mudar e porque queremos mudar, e quem ensinou isso foi o povo, a pobreza dos que nem torneiras têm em suas casas.

Em São Luis, na capital nem água temos atualmente. As desigualdades sociais são gritantes, todas as mazelas que conhecemos, é preciso ter vontade política para mudar isso.

O povo maranhense tem essa esse desejo de mudança, os partidos tem que ter coragem, coragem coletiva. Aquela era a festa da mudança, e todos que estavam lá, tinham esse desejo, ainda viria mais gente. Até sexta feira, o PC do B terá mais filiados.

Marcelo Tavares como presidente da Assembléia Legislativa, falou sobre os benefícios da aliança entre os partidos socialistas do Maranhão. O momento político do Estado, da escolha feita pelo judiciário em dar posse a uma governadora que perdeu no voto. Marcelo Tavares, advertiu que a volta do Maranhão aos trilhos do governo democrático, será uma longa caminhada, e que essa caminhada será apenas para os fortes.

A mudança de partido do deputado Rubem Junior já era esperada, “foi de forma consensual, havia divergências ideológicas desde a posse do atual governo” disse.

Rubem Junior, em seguida falou de sua filiação ao PC do B, que era o caminho certo.

Cleide Coutinho falou que sua filiação no PSB, se deu a convite do advogado José Antonio Almeida, que viu no partido, a união de tudo que sempre gostou; equidade e igualdade social. Falou de sua ascensão na vida como médica, e da assistência que sempre prestou à população, inclusive, do sucesso do primeiro transplante de rim realizado no Estado (feito na sua clinica).

5 comentários:

Anônimo disse...

Flávio Dino é o Sarney de hoje, ontem e amanhã. Retrocesso revestido de cara nova não dá. Engana outro Zé já estais com um pezinho lá na sarneyzada né?

Ricardo Santos disse...

Não acho que seja assim, tão simplório, mas com a palavra Flávio Dino.

Mano disse...

Votei em Flávio Dino nas eleições para Dep. Federal e prefeito, eu tenho uma certa simpatia por ele, mas o deputado precisa se posicionar se é contra ou a favor da família Sarney. Aqui no Maranhão não tem meio-termo, ou se é contra ou a favor. O Deputado precisa urgentemente declarar e dar mostras cabais de que é uma alternativa a esses oligarcas de plantão. Ficar em cima do muro é que não dá! É só ver o que aconteceu com ele próprio na eleição pra prefeito. A pecha de sarneyzista grudou e ele automaticamente perdeu um monte de votos.

Anônimo disse...

Posso da meu voto pro flavio dino mais ele tem que falar que nao e sarney.

Renato Viana Waquim disse...

A situação está cada vez mais dificil p/ sarneyzada! Abraços.