domingo, 23 de agosto de 2009

O BRASIL TEM MEDO DE SER O MARANHÂO

Quem viaja pelas cidades do Estado do Maranhão, não entende o porquê de tanta pobreza.
Essa semana o jornalista Raimundo Garrone do JP, viajou com alguns repórteres para cobrir uma matéria nacional sobre a pobreza no Estado, comandado há 40 anos pela família Sarney. O que viram de mais? Pobreza, mais pobreza e pobreza... (veja aqui)

Moeda de troca por mais de 60 anos, o Estado do Maranhão sobreviveu a duas oligarquias ferrenhas: Vitorino Freire e Sarney, permanecendo em pleno século XXI amarrado ás cadeias do atraso. Quem chega hoje ao Estado do Maranhão se depara com uma triste realidade, uma desigualdade social tremenda.

O Maranhão é um lugar de miséria, a culpa todos sabe de quem é, os mesmo que hoje voltaram ao poder através de um golpe no TSE que invalidou os votos dos maranhenses, e devolveu o governo à filha do Sarney.


Ela, Roseana Sarney, que após dois mandatos desastrosos queria ser presidente do Brasil, sua obra prima, foi mostrar imagens de um Maranhão lindo “incomparável”, através da novela da Rede Globo, “O CLONE”. Um maranhão de fantasias, um Maranhão assim, só existe nas campanhas publicitárias da Mirante/Publica.

2 comentários:

Guga disse...

É por isso que todos do país devemos nos sensibilizar e agir contra essa política atual
não sei se você ja conhece (provavelmente sim) o movimento #forasarney
se não conhece ainda, aqui esta o site www.forasarney.com
e se ja conhece, mande sugestoes, participe, a participação de todos é mais do que necessária
Um abraço

Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer seu blog, e desejar boa semana.
bjs

aguardo sua visita :)