segunda-feira, 5 de maio de 2008

SARNEY DEFENDE TORTURADOR DO DOI-CODI NO AMAPÁ

Segundo informações do jornalista Antonio Corrêa Neto, do Amapá, Sarney estaria se preparando para depor em defesa do coronel Brilhante Ulstra, aquele que a atriz e ex-presa política Bete Mendes, enquanto deputada federal o apontou como um de seus torturadores nas dependências do Doi-Codi, em São Paulo.
Antonio Corrêa Neto, também faz parte do grupo de jornalistas que Sarney tenta intimidar. Por conta de processos movidos por ele durante a campanha eleitoral de 2006, no Amapá, Antonio Neto já foi condenado a pagar mais de R$ 850 mil de multas, por "danos morais, calúnias e difamações".
A luta do jornalista no Amapá é no sentido de que Sarney, que ele chama de “coronel de barranco da beira-mar não inicie lá o processo nefasto de implantação da miséria, material e moral, que vocês(nós) estão encerrando por aí”.
Acesse:
www.correaneto.com.br

6 comentários:

alzira korbutt, macapá disse...

ora, por que a surpresa? o sarney é filho obediente da ditadura militar e foi também um ótimo aluno de seus ensinamentos, aí está a prova.

carlos câmara disse...

quem vê sarney falando com aquela voz mansa e meiga nem imagina o mostro que existe dentro dele.

paulo gouveia disse...

SARNEY ESTÁ MORTO POLITICAMENTE NO MARANHÃO, MAS PARECE QUE NOSSOS POLÍTICOS AINDA NÃO SE DERAM CONTA DISSO.

jânio cerqueira disse...

esse monstro chamado sarney já provou que não tem limites quando se trata de estar no poder. por isso precisamos dizimá-lo politicamente do maranhão o quanto antes.

Juliana Nobre disse...

POR MAIS QUE TENTE, O VELHO DOS OVOS CAÍDOS NÃO CONSEGUE MESMO ESCONDER SEU PASSADO NEFASTO.

sargento da reserva do exército brasileiro disse...

certamente está retribuindo os favores recebedidos nos áureos tempos da ditadura militar, de tão terrível memória. a máscara do sarney demorou pra cair, mas quando caiu não deixou pedra sobre pedra.