segunda-feira, 31 de março de 2008

POR QUÉ NON TE CALLAS JORGE MURAD????

Jorge Murad, o homem forte da Lunus, saiu por alguns instantes do seu casulo para se pronunciar sobre a presença do presidente da Venezuela Hugo Chávez en tre nós e justamente ao lado daqueles que interromperam 40 anos de mandos e desmandos da oligarquia Sarney no Maranhão.

Num artigo água com açucar publicado domingo no jornal da família, Jorge aproveitou para pôr para fora todo o ódio que a presença de Chávez aqui causou no seio dos sarneysistas.

Um comentário:

SEU JOCA disse...

JACKSON E O CANTO DA MEDUSA, ATÉ QUANDO?????

A MIRANTE ACABA DE BOTAR NO AR MAS UM CAPÍTULO DA "NOVELA" O CANTO DA MEDUSA, NO BLOG DE DÉCIO SÁ. AGORA O PROTAGONISTA É RICARDO MURAD, QUE DE DEFENESTRADO DA CAMPANHA DA MEDUSA NO SEGUNDO TURNO PELO PAI DELA, VIROU UM DE SEUS INTERLOCUTORES MAS PRÓXIMOS(ALGUÉM AÍ ACREDITA NISSO?). RICARDO ALISABEL SEGUE A CARTILHA, ATACA ZÉ REINALDO, ROBERTO ROCHA, ADERSON, VIDIGAL, MAS POUPA JACKSON OBVIAMENTE PARA AGRADAR A MEDUSA E O PIOR É QUE O SILÊNCIO DE JACKSON ACABA POR DAR GÁS A LOROTA MIRANTEANA, SIM PORQUE SE JACKSON DISSE QUE ESTÁ ABERTO A QUEM QUER O PROGRESSO DO MARANHÃO É OBVIO QUE ESTE ALGUÉM NÃO É A FAMÍLIA SARNEY, QUE NUNCA FEZ NADA PELO MARANHÃO A NÃO SER ENCHER OS PRÓPRIOS BOLSOS DE DINHEIRO, DONDE SE CONCLUIU QUE A MIRANTE TENTA VENDER UMA LOROTA PARA VER SE VAI COLAR E PARA NÃO COLAR SERIA DE MUITO BOM TOM QUE O GOVERNADOR VIESSE A PÚPLICO ONTEM E CORTASSE O MAL PELA RAIZ, SENÃO ALÉM DE PERDER O MANDATO E SAIR PELA PORTA DOS FUNDOS DO PALÁCIO, SIM PORQUE SE SE VENDER PARA OS SARNEY É OBVIO QUE A ÚNICA PORTA DE SAÍDA PARA JACKSON SERÁ A DOS FUNDOS E AINDA CORRE O SÉRIO RISCO DE VIRAR PEDRA, SIM PORQUE JACKSON NÃO PASSA DE UMA PEDRA A SER REMOVIDA DO SAPATO SARNEYSISTA, QUE SÓ QUER MESMO É O PODER DE VOLTA E NADA MAS. JACKSON CUIDADO COM ESSA MEDUSA E COM A FAMIGLIA, QUEM AVISA AMIGO É!

SUGESTÃO A JACKSON: FAÇA UMA PESQUISA E VEJA O QUE O POVÃO ANDA ACHANDO DESTA SUA APROXIMAÇÃO COM OS SARNEY, AH E NÃO VALE PESQUISA DA MIRANTE HEIM!! ALGUÉM AÍ TEM ALGUMA DÚVIDA DO RESULTADO DESTA PESQUISA?

“Eu achei que demorou foi muito o governador procurar um entendimento”, diz Ricardo Murad

O líder da Oposição na Assembléia, Ricardo Murad (PMDB), disse agora há pouco a um grupo de jornalistas ter achado que “demorou foi muito o governador buscar um entendimento” com o grupo do senador José Sarney (PMDB).

Hoje, um dos políticos mais próximos do ex-presidente da República, Ricardo (foto) declarou que o erro do ex-governador José Reinaldo (PSB), do chefe da Casa Civil, Aderson Lago (PSDB), do ministro aposentado Edson Vidigal (PSB) e tucano Roberto Rocha, “é pensar que Jackson Lago vai ficar o tempo todo alimentando a briga deles”.

“Acho que ele não está querendo mais isso - ficar isolado no Palácio dos Leões. O que eles querem é que o governador fique eternamente nessa briga deles. Ninguém consegue governar desse jeito”, afirmou o peemedebista.

Ricardo ressaltou que uma possível aliança institucional entre o pedetista e os sarneysistas não se tratará de um acordo político. “É um entendimento institucional. Se esse for o desejo do governador, a oposição não se furtará a isso”, completou.

O líder oposicionista citou ainda declarações de Roberto Rocha que teria classificado a eleição de Jackson como um “mal necessário”. Segundo o cunhado da senadora Roseana Sarney (PMDB), o que o pedetista procura é apenas uma aproximação “pragmática” da oposição no sentido de conseguir trazer grandes projetos para o Maranhão.

“O Lula não procurou uma aproximação com o PMDB?! Como o governador vai trazer projetos para o estado sem uma bancada forte como a nossa, que tem inclusive um ministro como o senador Lobão (Minas e Energia)”, ponderou.

Ricardo afirmou ainda que para esse “entendimento” se consolidar, o governador precisa afastar de seu governo a corrupção praticada por alguns secretários e de aliados com o prefeito Humberto Coutinho (Caxias). “Ele tem de se afastar desse lodaçal encabeçado pelo ex-governador José Reinaldo Tavares”, assinalou o peemedebista.

Ele contou que pretendia fazer um discurso na sessão de hoje sobre o assunto, mas como não houve quórum vai falar amanhã.