terça-feira, 11 de março de 2008

CHIQUINHO ESCÓRCIO É CHAMADO DE ALMA PENADA E CONSTRAGEDORA

Oh, estes amigos de Sarney!! Agora é Chiquinho Escórcio, o destrambelhado como foi batizado por Demóstenes Torres e ficou conhecido no Senado, agora foi apelidado pelo Jornal do Brasil de ALMA PENADA, e o pior CONSTRANGEDORA.
Ele é citado com o exemplo mor de ex-parlamentar que chega a constranger os demais com pedidos pessoais e para conseguir cargos.

Abaixo o trecho da matéria “A eterna rotina das almas penadas” do JB:
ALMAS CONSTRANGEDORAS
Há, ainda, um grupo da bancada de ex-parlamentares que causa incômodo entre os atuais senadores. As principais reclamações são quanto à falta de decoro. - Existem alguns (ex-parlamentares) que realmente acabam nos constrangendo, nos colocando na parede para conseguir cargos e pedidos pessoais em nome dos velhos tempos - diz o líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM). Um exemplo é o ex-senador e suplente de deputado federal pelo PMDB do Maranhão, Francisco Escórcio. No ano passado, durante as denúncias contra o ex-presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL), Escórcio, que o assessorava, acabou protagonizando mais um escândalo no processo.

Foi acusado de espionar os senadores goianos Demóstenes Torres (DEM) e Marconi Perillo (PSDB), que trabalhavam pela cassação de Renan. Acabou exonerado do cargo por pressão do plenário. Mesmo assim, Escórcio finge que nada aconteceu. Continua a circular quase que diariamente pelos tapetes azuis do Senado, provocando, com suas atitudes, reclamações até de funcionários da Casa. Para justificar as visitas freqüentes, ele alega que, agora, além de "tentar provar sua inocência" no episódio, está colaborando com o governador do Maranhão, Jackson Lago, inimigo do clã Sarney, ao qual Escórcio é ligado. - Busco mostrar que não tive envolvimento com aquele episódio. Também trato questões do Maranhão. Fui senador, nada mais justo eu estar por aqui - explica Escórcio.O ex-senador admite que, para quem já fez parte da galeria de parlamentares, é difícil se afastar do Congresso.

Todo mundo diz que o poder fascina. E fascina mesmo. Sinto falta da rotina desta Casa - afirma o Escórcio, que diz dividir seu tempo entre o plenário e a administração de seus empreendimentos imobiliários
(mais uma vez obrigada ao nosso querido Seu Joca!)

Leia toda matéria Clicando aqui:

20 comentários:

Paladino disse...

O Chiquinho Escórcio vai fuder com vcs, compradores descarados de votos. Aguarde! A vc, canalha, desejo uma vida no inferno, onde me encontrará e provará a verdadeira verdade do mundo: um garfo bem quente na tua bunda mole, BUNDÂO COVARDE E APRESSADO

Anônimo disse...

Chiquinho vai fuder com vc e sua turma de mal caratér traidores. Espera, bobão, boneco!

Paladino disse...

Tu ta com medo de quê? Do Observador? Eu, se alguem me ameaçasse. mandava vir. Como tu és um covarde e ventriloquo de outros covardes, não pode fazer nada. Chama o Observador, dou conta dele pra ti. Só desta vez. Na outra, vais me encarar, covarde!

Paladino disse...

Pra não esquecer: VOCÊS SÃO COVARDES BARATOS! BASTA!

Paladino disse...

Vai mandar rastrear meu IP, COVARDE? Mande. Eu te esculhambo, idiota!

Paladino disse...

Covarde!!!! Nada mais

Paladino disse...

Publica, COVARDE!!

Paladino disse...

E, antes que eu me esqueça, curta seus curtos momentos de glória. Tão pra passar, curta, imbecil!

Paladino disse...

Vou mandar o Observador cuidar de ti, canalha!

SEU JOCA disse...

JORNAL DO BRASIL URGENTE!

STF CONFIRMA LIBERDADE DE ZULEIDO VERAS E DOS SOBRINHOS DE JACKSON LAGO.

O STF CASSOU DEFINITIVAMENTE OS PEDIDOS DE PRISÃO CONTRA ZULEIDO VERAS E CONTRA OS SOBRINHOS DE JACKSON LAGO ASSIM COMO JÁ TINHA FEITO COM O CONSELHEIRO FEDERAL DA OAB ULISSES CÉSAR. SEGUNDO O STF AS PRISÕES NÃO TINHAM SIDO DEVIDAMENTE FUNDAMENTADAS E PORTANTO FORAM IRREGULARES.

STF confirma liberdade de dono da construtora Gautama

Agência Brasil


BRASÍLIA - A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou nesta terça-feira a validade da liminar concedida pelo ministro Gilmar Mendes, do STF, em 29 de maio do ano passado, que revogou a prisão preventiva do dono da Construtora Gautama, Zuleido Soares Vera.


O empresário é investigado por suposto envolvimento com fraudes em licitações públicas, investigadas pela Operação Navalha, da Polícia Federal, deflagrada em maio do ano passado.


A prisão preventiva de Zuleido Veras tinha sido decretada pela ministra do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, relatora do inquérito instaurado a partir das investigações da PF. A ministra alegou que Zuleido ficou em silêncio durante a tomada de um depoimento.


Mas os ministros do STF entenderam que a prisão preventiva não foi devidamente fundamentada. Eles concordaram com o argumento de Gilmar Mendes de que o silêncio é um direito constitucional de qualquer investigado, que não é obrigado a produzir provas contra si mesmo.


O STF também concedeu nesta terça, em definitivo, o relaxamento da prisão preventiva de três outros investigados pela Operação Navalha: o diretor do Departamento de Trânsito (Detran) de Alagoas, Márcio Fidelson Menezes Gomes, além de Alexandre Maia Lago e Francisco de Paula Lima Júnior, sobrinhos do governador do Maranhão, Jackson Lago.

http://jbonline.terra.com.br/extra/2008/03/11/e110318667.html

SEU JOCA disse...

A BAHIA NÃO É MAS A MESMA....

BRIGA POR HERANÇA LEVA A JUSTIÇA A FAZER DEVASSA NO APARTAMENTO DO EX SENADOR ACM. SENADORES PROTESTAM EM BRASÍLIA.

Juíza autoriza invasão de apartamento de ACM na Bahia

Dois oficiais de Justiça, acompanhados por dois capitães da Polícia Militar da Bahia, um tenente, seis soldados e quatro advogados do empresário César Mata Pires, dono da construtora OAS, estão há mais de três horas dentro do apartamento do ex-senador Antonio Carlos Magalhães, no bairro da Graça, em Salvador, ocupados em listar todos os objetos ali existentes.

Mata Pires é marido de Teresa, filha de ACM. Com o apoio da mulher, ele briga na Justiça por parcela expressiva dos bens deixados pelo sogro que morreu em julho último. A ação policial foi autorizada por Fabiana Andrea Almeida Oliveira Pellegrino, juíza auxiliar da 14a. Vara da Família, e mulher do deputado federal Nelson Pellegrino, do PT.

Como não havia ninguém no apartamento na hora em que os oficiais de Justiça ali chegaram, a porta foi aberta com a ajuda de dois chaveiros. A juíza mandara, ontem, citar a viúva de ACM, dona Arlete, 78 anos de idade, cardíaca, vítima de um infarto há dois anos. Concedeu-lhe um prazo de 48 horas para oferecer todas as informações pedidas por Mata Pires.

Dona Arlete não estava em casa quando um oficial de justiça a procurou. Antes que o prazo de 48 horas se esgotasse, a juíza ordenou a invasão do apartamento. Funcionários e três carros da OAS foram postos por Mata Pires à disposição dos oficiais de justiça e dos policiais. Há pouco, o próprio motorista particular de Mata Pires voltou de uma loja do MacDonald´s trazendo sanduíches para todos eles.

Depois da morte de ACM, Mata Pires tentou ficar à frente da TV Bahia, a jóia da coroa do império de comunicação montado pelo ex-senador. Não conseguiu diante da oposição dos demais herdeiros de ACM - o atual senador Antonio Carlos Magalhães Júnior e os filhos do ex-deputado Luiz Eduardo Magalhães. Mata Pires não se conformou. E entrou com uma série de ações na Justiça.

Atualização das 17h29 - Arthur Virgílio (AM), líder do PSDB no Senado, criticou há pouco a invasão do apartamento do ex-senador Antonio Carlos Magalhães: "É um absurdo que uma juíza, mulher de um deputado do PT, não se considere impedida de autorizar uma ação como essa. O Senado está obrigado a manifestar sua solidariedade à família do ex-senador". O senador Pedro Simon (PMDB-RS) disse que se está "diante de um escândalo".

Atualização das 17h52 - Foi suspensa por volta das16h30 a ação policial no apartamento do ex-senador ACM. Os oficiais de justiça abriram cofres e revistaram todos os armários do apartamento.


http://oglobo.globo.com/pais/noblat/post.asp?t=juiza_autoriza_invasao_de_apartamento_de_acm_na_bahia&cod_Post=93244&a=111

Anônimo disse...

Deu em "O Globo" no dia 12 de março de 2008, na coluna "PANORAMA POLÍTICO":

"A conspiração"
Os senadores do PT, reunidos com o presidente Lula na noite de segunda, detonaram o ministro José Múcio e os líderes do governo Romero Jucá (PMDB-RR) e Roseana Sarney (PMDB-MA). Afirmaram que a articulação política está "gambeta", pois Múcio "só se preocupa com a Câmara" e nunca se reuniu com a bancada. Que "Jucá" "só pensa nele e no PMDB". Quanto a Roseana, seria "ausente".

Anônimo disse...

prabéns ricardo pela ótima postagem, não devemos deixar que o povo esqueça quem são os aliados do sarney e do que são capazes.

marcos&aldenísio disse...

e o pior é que tendo como aliado alguém como o desprezível chiquinho escórcio que foi capaz de fazer o que fez, eles ainda ter a coragem de falar em cassação de jackson. é muita cara de pau.

SEU JOCA disse...

STF TEM NOVO PRESIDENTE

O MINISTRO GILMAR MENDES É O NOVO PRESIDENTE DO STF, O MINISTRO É O MESMO QUE CRITICOU DURAMENTE TODOS OS PEDIDOS DE PRISÃO DA OPERAÇÃO NAVALHA, CONSIDERANDO-OS IRREGULARES E DESNECESSÁRIOS. A ASSCENÇÃO DELE É UM DURO GOLPE NO STJ E NO PROCURADOR GERAL DA REPÚBLICA E CONSECUTIVAMENTE NA NAVALHA JÁ QUE GILMAR MENDES JÁ DEU PROVAS SUFICIENTES QUE SERÁ IMPLACÁVEL CONTRA AS IRREGULARIADES QUE FORAM COMETIDAS. OS PROCESSOS RELATADOS POR ELE AGORA SERÃO RELATADOS PELA EX PRESIDENTE MINISTRA ELLEN GRACIE, QUE EM BREVE DEVE SE APOSENTAR.

Ministro Gilmar Mendes é eleito presidente do STF
Publicidade
da Folha Online

O STF (Supremo Tribunal Federal) elegeu na tarde desta quarta-feira o ministro Gilmar Mendes como presidente da Corte para o biênio 2008-2010. Mendes, que atualmente é vice-presidente do STF, substitui a ministra Ellen Gracie, atual presidente. O ministro Cezar Peluso foi eleito vice-presidente.

Mendes assumiu como ministro do STF em 20 de junho de 2002, indicado pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso para substituir o ministro aposentado Néri da Silveira.

O presidente eleito nasceu em 1955, em Diamantino (MT), e é formado em Direito pela UnB (Universidade de Brasília), onde também fez mestrado. Fez doutorado na Universidade de Münster, na Alemanha.

Mendes exerceu o cargo de advogado-geral da União de 2000 a 2002 e já atuou como subchefe para Assuntos Jurídicos da Casa Civil da Presidência da República, de 1996 a 2000. Também trabalhou como assessor técnico durante a revisão constitucional, na Câmara dos Deputados, entre 1993 e 1994.

Segundo o STF, todos os processos que se encontram atualmente sob relatoria do ministro Gilmar Mendes passarão, a partir do dia de sua posse, para a ministra Ellen Gracie.

A cerimônia de posse de Gilmar Mendes e Cezar Peluso está marcada para o dia 23 de abril.

http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u381200.shtml

SEU JOCA disse...

TE CUIDA FEFÉ!

SUBIDA DE GILMAR MENDES À PRESIDÊNCIA DO STF É DERROTA PARA O PT E PARA SANEY.

GILMAR MENDES FOI NOMEADO PELO EX PRESIDENTE FERNANDO HENRIQUE CARDOSO, COM RESPALDO DA BANCADA DO PSDB. FHC FAZ OPOSIÇÃO AO ATUAL GOVERNO DE LULA E É INIMIGO PESSOAL DE SARNEY DESDE O EPSÓDIO LUNUS.

O ministro que enfrentou Genro e a PF

Vasconcelo Quadros Brasília


A eleição do ministro Gilmar Mendes deixa no ar uma grande interrogação sobre o relacionamento institucional do Supremo Tribunal Federal (STF) com a Polícia Federal. Ex-ministro chefe da Advocacia Geral da União (AGU), indicado ao STF pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e respaldado pela bancada tucana no Congresso, Mendes foi a única autoridade a enquadrar publicamente a Polícia Federal pelos supostos excessos cometidos em abril do ano passado durante a Operação Navalha, a investigação que derrubou o então ministro de Minas e Energia, Silas Rondeau e semeou medo no Congresso e no Executivo por atacar um dos maiores focos da corrupção no serviço público.


Apontado equivocadamente como um dos beneficiários de mimos e presentes distribuídos pelo dono da Construtora Gautama, Zuleido Veras, Gilmar Mendes não poupou nem mesmo o ministro da Justiça, Tarso Genro, a quem responsabilizou diretamente e de quem cobrou providências contra os vazamentos que o confundiram com o homônimo que aparecia na lista apreendida pela PF. O ministro atribuiu a divulgação do equívoco a uma tentativa de intimidá-lo pelo fato de ter despachado as liminares nos habeas corpus livrando da cadeia os principais envolvidos na Operação Navalha. Irritado, chamou a polícia de "fascista", "canalha" e denunciou o "estado policialesco" que, segundo ele, representavam um "terrorismo à democracia".


- Eu disse ao ministro Tarso que esse tipo de prática revela uma canalhice. (...) É cinismo falar em segredo de Justiça nesse momento. Cínico é o quadro que vivemos no país. É uma lógica absolutamente totalitária. Então, rasguem a Constituição! - disse.


Na mesma entrevista, ele cutucou sua colega do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Eliana Calmon, que havia concedido os mandados de prisão preventivas que ele derrubou concedendo liminar e questionando a legalidade.


- De vez em quando seria recomendável que algumas pessoas freqüentassem aulas elementares de Direito Constitucional para emitir opinião sobre algumas coisas. Pode ser que a pessoa tenha matado a mãe, a avó e toda a família, mas se não tiver decreto dizendo isso, indicando esses fatos, pode ser que o tribunal conceda o habeas corpus por dizer que a prisão está desfundamentada. Se a doutora Eliana Calmon dormiu com os autos, conhece todo o processo, isso não tem relevância. O que é importante é o fundamento da prisão preventiva - disse.


[ 13/03/2008 ] 02:01

http://jbonline.terra.com.br/editorias/pais/papel/2008/03/13/pais20080313002.html

Anônimo disse...

Ao babaca que escreve, aos babcas que comentam

O TEMPO ESTÁ MUITO PRÓXIMO!

Tá na hora de mandar os traidores procurarem o próprio traseiro.

E eles são especialists nisto. Te vejo , canalha! E vc não vai gostar

Anônimo disse...

Porra, não dava pra ser mais fácil? Marcava uma opção.

E, parabéms ao cracker

Que ele perca o emprego como vc, porque é outro covarde!

Se fodam

Ormuz disse...

To com o Paladino

Hacker, vc é bom, mas eu tenho melhor humor, imbecil

Veja

do Fr. ant. paladin < Lat. palatinu

s. m.,
cada um dos principais cavaleiros que acompanhavam Carlos Magno na guerra;
cavaleiro andante;
campeão;
fig.,
defensor dedicado, estrénuo;
ant.,
pequeno palácio;
adj.,
notório, público;
sabido, comum.

Ormuz disse...

Nice

i really dont care. Id ill y
ill became totally afraid