terça-feira, 27 de novembro de 2007

OUT-DOORS DA PREFEITURA ENCOBREM IRREGULARIDADES

A jornalista Amanda Dutra revela em seu blog alguns pontos escusos em relação a bilhetagem eletrônica e o cartão de passe estudantil.

Diz ela "Nem toda fila anda. As irregularidades são grandes. E os out-doors que tentam mascará-las também são grandes..."

No artigo, Amanda critica o Cartão de Passe estudantil.
Segundo ela, para tirar o cartão estudantil, o estudante tem que entregar o cartão da Ufma.
Quer dizer, ele tem que optar entre o direito de meia–passagem e o direito de meia-entrada. O que é um absurdo.

Ela denuncia ao expedir cartões de meia passagem, a SEMTUR quebra o convênio firmado em 2004 com a Ufma, que determinava que a carteira da universidade serve tanto como documento de identificação estudantil que dá direito à meia cultural, como cartão de meia passagem.
Outra denúncia é de que se o cartão for roubado ou perdido, o estudante terá que pagar a passagem inteira no mínimo por 10 semanas. Não adianta apresentar um Boletim de Ocorrência, identidade ou um comprovante de matrícula.
Segundo a SEMTUR, não há possibilidade alguma de solução para estes casos e ponto final.

"Sem dúvida alguma, isso é uma grande arbitrariedade, pois o direito é à meia passagem e não a um cartão da SEMTUR..", Clic e leia mais

3 comentários:

Anônimo disse...

e Canindé ainda quer ser prefeito... Deus nos livre

JORGE ARIMATÉIA disse...

ESSE CANINDÉ BARROS É UM "HUGO CHAVES" DA PREFEITURA DE SÃO LUIS,É AUTORITÁRIO,ANTIPÁTICO E SEM CARISMA NENHUM.
E AINDA SE DIZ CANDIDATO A PREFEITURA DE NOSSA CAPITAL,DEUS NOS LIVRE!
CUIDADO TADEU PALACIO COM SEUS PRETENSOS CANDIDATOS A PREFEITURA,O POVO TÁ DE OLHO !!

Anunciação disse...

Minha filha recebeu em minutos,após apresentar o b.o.Sorte?